quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Africanidades. História da Capoeira e do Berimbau nas Telas de Debret e Rugendas. A Lenda do Berimbau. Música Paranauê. Atividades

Berimbaus. Imagem


A Diáspora Africana deixou  marcas indeléveis no  Novo Mundo, onde os africanos chegaram compulsoriamente, a partir do século XVI. O Legado vai da macroeconomia, à formação étnico-cultural dos povos da América, alcançando o esporte, a música e a dança, como a Capoeira, ao som do instrumento musical chamado Berimbau.

A chegada ao Brasil do Rei D. João VI acompanhado da Corte Portuguesa, em Janeiro de 1808 (início do século XIX), fugindo da invasão de Napoleão Bonaparte, resultou em grandes transformações para a Colônia do Novo Mundo, promovida à Sede do Governo Português.
O Rei D. João VI 

Em 1815, o Brasil foi elevado à categoria de Reino Unido a Portugal e Algarves (região sul de Portugal), adquirindo autonomia administrativa, primeiro passo para proclamar sua Independência de Portugal, em 7 de Setembro de 1822. 


Junto com a Família Real vieram escritores e pintores europeus,  com o objetivo de  registrar o cotidiano do “Império  nos Trópicos”, os  aspectos econômicos, sociais e culturais da Colônia, colocando a Arte a serviço da Memória Histórica do Brasil, durante a primeira metade do século XIX. 

Dentre os pintores ou desenhistas, como eram chamados,  destacam-se  o francês Jean Baptiste Debret e o alemão Johann Moritz Rugendas, que nas suas telas registraram importantes fatos da  História do Brasil, principalmente da escravidão negra. 

Ambos registraram nas suas telas a vida dos nativos indígenas e dos negros,  nas quais estão a Capoeira e o Berimbau, indicando a origem africana do instrumento e da luta, como podemos ver nas imagens. Nas telas o berimbau é visto acompanhando a dança ou luta marcial ou acrobática chamada capoeira. 

Rugendas 
Debret 
O berimbau é um sofisticado instrumento   musical  de percussão   trazido da Angola (mbirimbau), país situado no Oeste da África, ex-colônia de Portugal, que também fala o português. 

É  capaz de emitir várias sonoridades (18 tons diferentes) .  Seu  arco em madeira  vem de um arbusto chamado biribá ou cabaça, muito comum no Nordeste e fácil de envergar.  
Veja nas imagens abaixo. 

A origem do berimbau é controversa, pois integra o grupo de instrumentos de corda  do modelo   "Arco Musical", um dos primeiros usados pelo homem para produzir sons, há cerca de 20 mil anos. Uma roda de capoeira autêntica  pode ter  três berimbaus,  com diferentes  tamanhos de cabaça (sua caixa de ressonância),  cada um com uma função mais ou menos definida. Quanto maior, mais grave o som. 
Imag

Uma roda de capoeira autêntica  pode ter três berimbaus,  com  diferentes  tamanhos de cabaça (sua caixa de ressonância), cada um com uma função mais ou menos definida. Quanto maior, mais grave o som. 

É fundamental na capoeira, sendo reverenciado pelos capoeiristas  antes de iniciarem um jogo. Alguns o consideram um instrumento sagrado, que comanda a roda de capoeira, dita o ritmo e o estilo de jogo. 

São dados nomes às variações de toques e, quando repetidos, diz-se que está jogando a capoeira daquele estilo. As variações mais comuns são "Angola" e "São Bento Grande".  Para tocar berimbau é preciso dominar seus componentes, que são: 
Imagem

1- Baqueta -   vareta de madeira em formato de arco, que mede entre 30 e 40 cm.  É batida contra a corda para emitir o som;

2- Dobrão - normalmente é uma moeda velha - mas há quem use uma pedra. Ela é segurada entre o polegar e o indicador da mão esquerda e faz variar as notas emitidas pelo berimbau, dependendo da pressão que faz na corda;

3 - Cabaça (escreve-se com "ç") -  vem fruto seco e limpo da cabaceira (árvore comum no Nordeste do Brasil). Tem o formato de uma cuia e funciona como caixa de ressonância;

4- Verga - arco de madeira com cerca de 1,60 m de comprimento feito geralmente do caule de um arbusto chamado biribá, comum no Nordeste; 

Frutos secos da cabaça 
A árvore da cabaça 
e seus frutos verdes
5- Arame de aço (corda) bem esticado costuma ser arrancado de pneus radiais;

6- Caxixí - pequeno chocalho  com pedrinhas, sementes ou búzios que reforça a marcação do ritmo.


Vamos Praticar ? 

 Identifique  componentes  do berimbau  na lenda abaixo. 

A Lenda do Berimbau

Uma menina saiu a passeio. Ao atravessar um córrego abaixou-se e tomou a água no côncavo das mãos. No momento em que, sofregamente, saciava a sede, um homem deu-lhe uma forte pancada na nuca. Ao morrer, transformou-se imediatamente num arco musical: seu corpo se converteu no madeiro, seus membros na corda, sua cabeça na caixa de ressonância e seu espírito na música solene e sentimental.

Assista vídeo da TVE - Bahia, mostrando toques, fabricação e  origem do berimbau
http://www.irdeb.ba.gov.br/tve/catalogo/media/view/4088

Acompanhe as imagens dos pintores europeus e faça suas leituras !

Nas telas de Debret e Rugendas o berimbau aparece sendo  usado pelos "escravos de ganho"  atraindo  os clientes para os doces que vendiam nas ruas, além de animar as danças e lutas dos negros. "Escravo de Ganho" era aquele que tinha permissão de vender ou prestar serviços na rua. Em troca, deveria dar uma porcentagem dos lucros a seu dono. Na África, o berimbau  serve de acompanhamento musical em rituais fúnebres,  onde é  conhecido com o nome de Hungu, e em Portugal  como Berimbau de Peito.


Aquarela de Augustus Earle, 1820-1824. Negros Lutando. 
(© Australian National Library). Imagem
Debret. Voyage Pittoresque et Historique au Brésil. 1824.
Paris. Didot Firmin et Fréres


             Jean-Baptiste Debret, 1826. O Velho Orfeu Africano. Oricongo. 
Aquarela  sobre papel.  15.60 x 21.50 cm.  Biblioteca Nacional, Rio de Janeiro.
 "Escravo de ganho" tocando  berimbau para chamar atenção dos clientes.
Rugendas. Batuque. Litogravura. 1835. 
Reprodução fotográfica de autoria desconhecida
RUGENDAS, J.M. Voyage pittoresque et historique dans le Brasil
"Jogar Capüera ou Dance de la Guerre". 1835. Paris: Engelmann et Cie. 
Crianças tocando berimbau
e dançando capoeira. Imagem

A Capoeira 

A palavra capoeira não é de origem africana. Vem do tupi kapu’era. Trazida para o Brasil pelos negros, a capoeira foi desenvolvida nos quilombos de Pernambuco no século XVI. 
As características de luta e dança adquiridas no país podem classificá-la como uma manifestação cultural genuinamente brasileira, na qual o som do berimbau comanda o ritmo dos movimentos do capoeirista, como podemos constatar nas imagens acima. 

Dance a capoeira ao som da  Música Paranauê.   Grupo Capoeira Angola. Clique no link:

Versos                             Música Paranauê.          Grupo Capoeira Angola. 

01
Vou dizer minha mulher, Paraná
Capoeira me venceu, Paraná.

06

Eu aqui não sou querido, Paraná
Mas na minha terra eu sou, Paraná.
               (Refrão)


02
                       Refrão
Paranauê, paranauê, Paraná           
Paranauê, paranauê, Paraná.

07



Cantando com alegria, Paraná
Mocidade es, Paraná.
                 (Refrão)

03
Vou me embora pra favela, Paraná
Como já disse que vou, Paraná.
               (Refrão)

08

O enfeite de uma mesa, Paraná
É um garfo e uma colher, Paraná
                 (Refrão)

04

É deveras que o morro, Paraná
Se mudou para cidade, Paraná


09

O enfeite de uma cama, Paraná
É um homem e uma mulher, Paraná
                (Refrão)

05
Vou me embora dessa terra, Paraná
Como já disse que vou, Paraná.
               (Refrão)

10

Mulher pra ser bonita, Paraná
Não precisa se pintar, Paraná
               (Refrão)

Fonte:   https://www.letras.mus.br/grupo-capoeira-angola/1266182/

Amplie seus conhecimentos. Veja também:

História e Memórias da Escravidão Negra nas Telas dos Pintores Debret e Rugendas. O 13 de Maio de 1888  

https://serravallenaafricadosul.blogspot.com.br/2015/05/historia-e-memorias-da-escravidao-negra.html

Berimbau


Atividades 

1. Como os pintores  Debret e Rugendas escreveram nas suas pinturas a História do Brasil do século XIX. Pesquise as biografias dos dois pintores. 

2. O berimbau e a capoeira foram trazidos para o Brasil pelos africanos.  Quais são as partes do berimbau ?

3. Qual o nome da árvore de onde vem o arco do berimbau? 

4. Escreva um texto falando das origens do berimbau e da capoeira. 


D. Pedro I Imperador do Brasil,
filho do Rei  D. João VI

5Além de Rugendas e Debret que outro autor mostra a capoeira no Brasil do século XIX ?
6. O que você sabe sobre o Imperador D. Pedro I  e seu pai D. João VI? 

7. Quantas telas de Rugendas e quantas de Debret falam fazem referência ao berimbau e à capoeira ?Quais são elas ?
8. Escolha uma de cada autor  e escreva um texto sobre cada uma delas. 
9. Copie o texto da lenda do Berimbau. Ilustre com as partes do instrumento ali citadas. 
10. Pinte o berimbau e os capoeiristas abaixo:

Homens jogando capoeira 





             









Sites Consultados 

Fonte das telas de Debret e Rugendas: Enciclopédia Itaú Cultural.
História da Capoeira
http://www.capoeiratorino.it/historia.htm
http://revues.mshparisnord.org/cultureskairos/index.php?id=541Blog Professor gordinho.  A Lenda do Berimbau
http://professorgordinho.blogspot.com.br/2013/01/a-lenda-do-berimbau.html
Revista de História
http://www.revistadehistoria.com.br/secao/artigos/berimbau-universal
Mundo Estranho. como surgiu o berimbau

http://mundoestranho.abril.com.br/materia/como-surgiu-o-berimbau
http://www.nestorcapoeira.net/galeria.htm
Todas as imagens são do Google.